MOMO GELATO

Sorvetes | Rio de Janeiro

Incrível como uma cidade tão quente como o Rio demorou tanto para aderir ao hábito de tomar um belo sorvete italiano. Mas graças ao bom gosto dos cariocas, os gelatos estão se popularizando! Hoje vamos falar daquele que atualmente, em nossa humilde opinião, é o mais saboroso da cidade: Momo Gelato.

Nascido no bairro do Leblon, este carioca de raiz com coração italiano é capaz de fazer você querer tomar sorvete independente do calor ou do frio. Até porque esse lance de tomar sorvete para refrescar é uma desculpa gorda – pois se fosse pra isso, era só chupar um gelo, oras!

Diferente dos sorvetes em que se come gordura hidrogenada gelada com aroma artificial, o Momo busca a excelência no sabor com matérias primas selecionadas. E essa mistura é gostosa demais, camarada.

Os sorvetes são extremamente cremosos e com sabor marcante. Tem de frutas, cremosos e achocolatados. Mas que variedade! Só de chocolate, a gama de sabores é enorme, e para os amantes dos chocolates amargos, o Neromomo é o matador do seu desejo. Nos cremosos, o Momocookies, Caramelo com Flor de Sal e Cremomo são destaque. Além dos gelatos, o Momo oferece ainda waffles e cafés. E em tempos em que nada é de graça, o Momo também ganha pontos pela simpatia de oferecer um filtro com água gelada ou natural.

A veia carioca da casa se destaca no ambiente descontraído e aconchegante. É um ótimo lugar para sentar e bater um papo, desfrutando um gordíssimo gelato!

O único lado ruim é que depois que você come seu gelato, você sempre se arrepende… de não ter pego um maior!

A grande pedida: Gelato de sua preferência!
Valores: Piccolo (pequeno – 2 sabores) R$ 12,00, Momo (médio – 3 sabores) R$ 15,00 e Cono (casquinha – 1 sabor) R$ 12,00.
Endereço: Rua Dias Ferreira, 147 – Leblon e Shopping da Gávea – 2º piso – Rua Marquês de São Vicente 52 – Rio de Janeiro

Anúncios

ESPECIAL MONTEVIDEO – URUGUAI

O Guia Gordice estava meio sumido, mas por um bom motivo: visitamos o Uruguai.

Neste post especial, nossa intenção é falar sobre a cultura gastronômica deste pequeno país com 3,3 milhões de habitantes. E quer saber? De pequeno, o Uruguai não tem nada. Ainda não conhecemos povo mais simpático e hospitaleiro. E como sabem cozinhar! Com ingredientes de primeira e muita habilidade, elevam à excelência a arte de comer.

Até a carne é diferente. Isso se deve a espécie de gado adequada a climas frios e pela pecuária intensiva, onde os boizinhos recebem todo o amor que certamente passa pra nossa barriga. Aliás, tudo que é relacionado a boi e vaca é delicioso. Leite, iogurte, manteiga, doce de leite…

Agora vamos por partes.

PARRILLA
A parrilla é o nome do churrasco típico do Uruguai. Feito em grelhas inclinadas, a carne é assada pelas brasas da lenha. É uma visão linda de ser ver! Além do colorido, o cheiro invade o ambiente. E por estarem em grelhas, as carnes não tem furos de espetos. Ou seja, o sangue fica todo lá dentro, deixando seu pedido realmente no ponto!

Os uruguaios, assim como os brasileiros, amam picanha. Corte que não se encontra facilmente na Argentina, por exemplo. Na verdade, qualquer corte que um uruguaio ofereça é bom! Seja o Ojo de Bife, Bife de Vacio, Picaña, etc. A qualidade é digna de qualquer restaurante de alta gastronomia, e por um preço super acessível.

Algo interessante e importante de ser lembrado: de acordo com as leis locais, é proibido preparar carne com sal, por causa dos hipertensos. Você pode solicitar o saleiro ao garçom, porque a lei inclui que nem à vista do cliente o saleiro esteja. Achamos, em um primeiro momento, que a carne ficaria insossa, mas o sal pega mesmo ela já estando pronta. Ufa!

Alguns lugares para comer uma boa carne:

Mercado del Puerto – Ao lado do porto, é um espaço cheios de restaurantes e lojinhas. Diferente do Brasil, os lugares turísticos não roubam nos preços! Inclusive temos desconto do imposto IVA, quando pagamos com cartão de crédito. Esta lei já foi prorrogada algumas vezes, então torça para que ela esteja valendo!
Escolhemos o restaurante La Chacra del Puerto. Muitos blogs recomendam outros, mas fomos vencidos pela simpatia dos funcionários. As carnes tem direito a um acompanhamento, pelo valor médio de R$ 47,00 por pessoa. A grande pedida é a picaña com papas fritas ou arroz; e se pedir com arroz, peça extra papas ao plomo com manteca (as clássicas batatas assadas no papel laminado e cheias de manteiga!).

Outro restaurante muito gostoso é o La Otra, no bairro de Pocitos, mas o atendimento não chega aos pés dos restaurantes do Mercado. Lá comemos o Ojo de Bife, maravilhoso. Mas fique atento à pegadinha: não aceita cartões. Pelo menos deixam pagar em reais, mas aí eles fazem o câmbio que dá na telha.

Um ponto diferente para comer uma parrilla é no Mercado Agrícola, perto do Palácio Legislativo. Uma espécie de Cobal do Rio de Janeiro, com verdureiros, lojas e restaurantes. Comemos no Pellicer. A carne do dia era o Bife de vacio.

Uma dica para os que nunca foram para Montevideo e Buenos Aires: nos restaurantes, além da gorjeta, existe o Cubierto. Ele não é o couvert, como no Brasil. Você pode inclusive recusar os pãezinhos que eles vão deixar na sua mesa intactos. Ou seja, coma os pães e pague esse negócio logo. É uma taxa local por pessoa e não tem o que fazer.

SANDUÍCHES
Outra especialidade uruguaia são os Chivitos. Sanduíches gigantescos com carne, claro, acrescidos em geral de maionese, ovo, tomate e alface. Você vai esbarrar muito por eles. A lanchonete famosa que serve o Chivito é a La Pasiva. Em todos os bairros e shoppings você vai encontrá-la. Farto e saboroso.

Outro sanduíche típico é o de bife à milanesa. Uruguaios amam bife à milanesa. Se você entrar em um mercado local, certamente encontrará empanados de milanesa à venda.

SORVETE
Em terra de doce de leite, você tem que provar sorvete de doce de leite! A sorveteria da cidade é a La Cigale. Sorvete cremoso com sabores incríveis, mas você tem que pedir o de doce de leite.

DOCES
Caramba, os uruguaios não se cansam de fazer coisas boas. E as tortas são o destaque. E preparem-se, pois eles tem um ingrediente não tão secreto assim: o doce de leite!

A Cakes, em Pocitos, é um local super bonito, com senhoras uruguaias tomando o chá da tarde. Você pode se juntar a elas e pedir um café da tarde completo, ou provar a sua enormidade de sabores de tortas. Destacamos a torta Ramón Novarro.

E outro lugar maravilhoso para comer doces é o café Oro del Rhin, dentro da livraria Yens, na praia de Pocitos. Além da vista bacana, a comida é sem igual. Os favoritos de lá foram o milkshake de doce de leite e torta de alfajor. Ah, se pudesse trazer na mala!

ALFAJOR E DOCE DE LEITE
Outra grande especialidade, e que doce delicioso! Mas não espere encontrar o famoso alfajor Havana por lá. O mais antigo do país é o De las Sierras de Minas. Você pode escolher os sabores de chocolate, merengue, ou tradicional de açúcar. Um ótimo presente de viagem! Só tenha cuidado com a validade (é bem curta). A outra marca local, que inclusive já vende seu doce de leite no Brasil, é a Lapataia. Alfajor relleno con MUCHO dulce de leche! E mucho mesmo!

A grande surpresa são os bocaditos. Um docinho menor, mas tão gostoso quanto os alfajores.

Delícias a base de doce de leite

Sobre o doce de leite, descobrimos o nosso favorito por acaso. No café da manhã do hotel, além das famosas manteiguinhas e geleias naquelas embalagens unitárias, tinha um doce de leite chamado Los Nietitos. De um sabor marcante, lembra um caramelo derretido. Isso é o mais próximo que podemos fazer para descrevê-lo.

CAFÉ DA MANHÃ
Assim como na Argentina, você vai encontrar as medialunas – são os primos uruguaios do croissant, geralmente com açúcar derretido em cima. Uma delicia!

– – – – – – – – – – – – – – – –

Se tiver oportunidade, você tem que conhecer Montevideo. Povo extremamente simpático, passeios baratos e interessantes e comida sem igual!

BENDITO

Doces e chocolates | Rio de Janeiro

Tem coisa melhor que chocolate? Quando penso nos Astecas, os grandes inventores desta maravilha, tenho certeza de que aquelas pirâmides eram, na verdade, prateleiras gigantes para acomodar bombons.

Essa preciosidade merece respeito! O chocolate tem que ser bem utilizado, e os brownies e cookies do Bendito o fazem com todas as honras. Feito com chocolate Belga Callebaut (e uma receita de família) essas maravilhas são uma verdadeira explosão de sabores que suas papilas gustativas sentirão e deixarão seu estômago sorrindo.

O brownie é extremamente macio. Se fizessem um gigante, daria para usar como travesseiro… Imagina dormir sobre ele, e ainda acordar comendo de café da manhã? E o melhor: você pode pedir o brownie quentinho com calda de chocolate.

O cookie do Bendito já tá ficando famoso. Porque é muito, muito bom. O melhor que já comemos na vida! As gotas de chocolate são molhadinhas, como se estivessem derretidas. E o melhor sabor certamente é o tradicional, baunilha com gotas de chocolate ao leite, mas existem outros com castanhas, amêndoas, gotas de laranja e por aí vai.

O GG tem ciência de que hoje em dia qualquer um faz bolo solado, coloca um chocolate em cima e diz “Ahhh fiz Brownie”. E os cookies? Aqueles industrializados chegam a arranhar a garganta e podem até perfurar o estômago. Mas bendito seja o Bendito, que vem nos mostrar o que de fato são brownies e cookies.

Além destas gordices existem outras maiores como o milk shake de cookies e o sanduíche de cookie com sorvete (dois cookies com sorvete no meio), mas este é gordo demais! Só o cookie já dá conta do recado.

A grande pedida: Brownie e o cookie
Valores: Brownie com calda R$ 8,00 e o cookie R$ 4,70
Endereço: Rua Hilário de Gouveia, 88 – Copacabana – Rio de Janeiro.